Projeto de Leitura e Escrita: Jornal, Ler e compor


CARACTERIZAÇÃO
Projeto de trabalho com jornal na sala de aula, elaborado pelas alunas do 4° período de Pedagogia do Unileste-MG, com intuito de familiarizar as crianças a diferentes plataformas de comunicação através da observação, da interpretação livre e da confecção de um protótipo de jornal.

JUSTIFICATIVA
Partindo do pressuposto que a leitura é um ato cultural, visa-se promover, através do uso de jornais como plataforma, um intercambio cultural capaz de ressignificar o conteúdo da aula aplicada pela professora de uma determinada creche.
Podemos analisar que as questões presentes no Referencial Curricular para Educação Infantil enfatizam a importância de apresentar aos alunos diversas possibilidades do uso da linguagem ao afirmar que o “contato com o maior número possível de situações comunicativas e expressivas resulta no desenvolvimento das capacidades lingüísticas das crianças” (RCNEI – Pág. 135). Por isso, acredita-se que é necessário induzir o aluno a perceber e relacionar a leitura aprendida na escola com as diversas situações em que ela se faz necessária no dia-a-dia, pois a  ampliação do universo discursivo das crianças também se dá por meio do conhecimento da variedade de textos e de manifestações culturais que expressam modos e formas próprias de ver o mundo, de viver e pensar.” (RCNEI – Pág. 139)

OBJETIVO
Formar indivíduos letrados, capazes de fazer uso da leitura e escrita nas diversas situações disponíveis na nossa sociedade.
Também são objetivos dessa ação:
  • Ampliar as possibilidades de comunicação e aquisição de informação;
  • Provocar o interesse por apreciar vários gêneros textuais;
  • Fazer um intercâmbio cultural capaz de trazer para dentro da sala de aula um objeto utilizado fora dela, e permitir que o conhecimento produzido seja levado para além do espaço escolar;
  • Familiarizar as crianças com a mídia escrita.
É válido ressaltar que o projeto Jornal: ler e compor é uma ação dentre muitas outras que podem ser implantadas para integrar a comunicação e a linguagem na sala de aula. Este plano pode fazer parte de um seqüencial de ações que exploram plataformas textuais, como livros, revistas, quadrinhos, entre outros.
Assim, acredita-se que “as crianças, desde muito pequenas, podem construir uma relação prazerosa com a leitura.” (RCNEI – Pág. 135)

AVALIAÇÃO
Ocorrerá de forma qualitativa durante toda a prática. Serão avaliados o envolvimento, a inventividade, o esforço para compreender as orientações da professora, entre outros requisitos, para assim fazer as modificações no projeto e intervenções pertinentes no processo de ensino-aprendizagem.
Espera-se, ao fim deste projeto, que ao se depararem com um jornal as crianças estejam aptas a fazer investigações imagéticas e levantar hipóteses sobre o texto.

MATERIAIS
Jornais com texto e imagem adequada
Impressões de imagens coloridas e texto digitado e devidamente formatado do conto “O pastorzinho” (Sugestão   opcional)
Tesoura (para uso do professor)
Papel A3
Cola em bastão
Scanner e impressora ou Xerox

DESENVOLVIMENTO
Inicialmente, será proposta uma atividade com base no exercício “Exploração inicial do texto” do livro Guia prático do alfabetizador (pág.48) para “ajudar os alunos a se envolverem ativamente na leitura e a concentrarem sua preocupação na busca do significado”.

Primeira semana:
a)      Seleção páginas de jornal adequadas.
b)      Distribuição de alguns exemplares para que os alunos possam manusear os jornais.
c)      Observação das imagens, comentar e fazer suposições sobre o assunto da reportagem.
d)      Exploração dos títulos e formulação de hipóteses sobre o tema geral e os significados prováveis do texto.
e)      Leitura natural de reportagens feita em voz alta pelo professor.
f)       Troca de idéias com a turma sobre o que compreenderam da leitura. Busca de relações entre o texto e os conhecimentos e experiências dos alunos.

Segunda semana:
a)      Identificação e diferenciação do gênero do texto de jornal aos outros textos já conhecidos pela turma.
b)      Leitura didática de um trecho de uma reportagem feita pelo professor que aponta as palavras uma a uma. A turma acompanha e repete
c)      Observação dos aspectos formais da escrita como sistema de representação: direção (da esquerda para a direita), limites gráficos das frases (onde começam e onde terminam), número de frases, uso de maiúsculas e minúsculas, pontuação, espaços entre as palavras.

Terceira semana:
Exploração das características específicas do jornal:
a)      Nome do jornal.
b)      Título da página, título da reportagem, destaque do texto.
c)      Imagem, nota da imagem.
d)      Diagramação da pagina (entender onde começa e termina a leitura das colunas), entre outros.

Quarta semana:
Construção de um protótipo de jornal a partir da história O Pastorzinho pelos alunos sob orientação do professor:
a)      Apresentação da história fragmentada em itens e identificação dos itens: Título, imagem relacionada, nota da imagem, texto em colunas, todos previamente organizados pelo professor além de outros sugeridos pela turma.
b)      Distribuição de uma cópia dos itens citados acima, papel A3 branco e cola em bastão para cada aluno.
c)      Orientação do professor para que os alunos organizem a diagramação de acordo com os jornais apresentados nas semanas anteriores, que permanecem expostos na sala.
d)      Tarefa prática: os alunos colam também os seus nomes no jornal.
e)      Conversa livre sobre o processo, questionamento sobre as escolhas de cada um.

Ao final do projeto, os jornais confeccionados podem ser escaneados e impressos em papel jornal ou xerocados. Também deverá conter nos jornais o nome do aluno.
Pode haver também uma publicação para distribuição na escola e para a família.

Referencias:
Carvalho, Marlene - Guia prático do alfabetizador, 2002
Referencial Curricular para a Educação Infantil